Compartilhe:
Gestão e Finanças

3 dicas para organizar as finanças da sua empresa durante o coronavírus

Dicas fundamentais para ajudar você a manter o fluxo de caixa sempre em dia e, consequentemente, obter os melhores resultados em pleno coronavírus. Confira!


Em meio à pandemia do novo coronavírus (Covid-19), todos sabemos que devemos cuidar da saúde. Mas, se você é empresário, é importante também zelar e organizar as finanças da empresa para não ter futuras dores de cabeça.

Pensando nisso, elaboramos os 3 pontos mais importantes da área financeira que podem manter equilibrado o caixa da empresa e ainda ajudar pequenas e médias empresas a superar essa crise. Confira!

1- Planejamento

Um bom planejamento estratégico vai facilitar a gestão da sua empresa, pois ele ajudará você a traçar objetivos e planos de ação que serão desenvolvidos ao longo desses meses de quarentena.

Planeje-o apenas com base nos recursos que sua empresa terá para atingir os objetivos traçados, sempre levando em consideração mão-de-obra, tempo e recursos financeiros.

Para começar a estruturar essa estratégia, responda às seguintes perguntas: 

  1. Qual é o cenário atual da empresa?
  2. Qual é o objetivo traçado?
  3. Como vou atingir esse objetivo?
  4. Em quanto tempo quero atingir esse objetivo?
  5. Quais áreas preciso investir para atingir esse objetivo?
  6. Quanto tenho de verba no caixa?

2- Orçamento

Com base no orçamento da empresa você consegue ter uma ideia dos investimentos, despesas e ganhos que terá para poder atingir os objetivos propostos. Ele é quem determinará se você terá grana ou não para determinada ação. Segundo especialistas, o orçamento deve ser pensado em três cenários:

Pessimista: cenário que pode impactar de forma negativa seu plano e afetar o orçamento previsto.

Otimista: cenário que possa impactar positivamente o planejamento e seu orçamento.

Realista: leva em consideração a receita, custos e investimentos de acordo com o cenário atual da empresa.

3- Fluxo de caixa

Um fluxo de caixa bem feito permite que você tenha maior controle sobre o dinheiro que entra, sai, os déficits ou superávits da empresa. Se não houver controle disso, pode acarretar endividamento ou comprometer o caixa de fluxo. Veja o que não fazer.

Portanto, lembre-se de registrar todas as receitas e despesas para que a movimentação financeira seja acompanhada. Tendo esse o controle, sua empresa consegue ter o diagnóstico exato da saúde da empresa para tomadas de decisões certeiras.

Achou complicado? Você pode adotar softwares voltados para a gestão financeira completa do seu negócio. Se a grana for curta, você pode controlar o fluxo de caixa por meio das tradicionais planilhas de Excel ou do próprio Google. 

Para auxiliar no processo de acompanhamento do fluxo de caixa, você e sua empresa podem utilizar softwares voltados especificamente para esse fim, adquirir um serviço completo de gestão financeira, ou ainda fazer o controle de fluxo de caixa através de planilhas gratuitas, facilmente encontradas no google ou até mesmo no site oficial do Excel.

Você também pode conferir outras diretamente no site do Sebrae.

Gostou? Deixe aqui seu comentário!



Seja o primeiro a comentar
Compartilhe:

SOLICITE UMA CONSULTORIA GRATUITA

Marketing Digital para Pequenas e Médias empresas

Deixe um comentário

Assine nossa Newsletter

Receba por e-mail nossas novidades e publicações.